14 detalhes para celebrar o casamento de modo católico

Casamento de María Pía Moreno, autora de ‘Velo de Vainilla’ / Foto: Cortesia de María Pía Moreno – Esteban Nakano

Como uma forma de ajudar a recuperar o significado do sacramento do matrimônio, que atualmente muitas pessoas consideram uma simples convenção social, o Grupo ACI entrevistou Alejandra Guerra, uma wedding planner católica, e a María Pía Moreno, autora do blog sobre casamentos “Velo Vainilla”.

Os detalhes que compartilham ambas podem ajudar a preparar melhor o seu casamento de modo católico. Se você já é casado, pode usá-los para celebrar um aniversário especial.

Estes detalhes ajudam a celebrar o matrimônio de modo católico, não se focar tanto na festa e destacar o que o Papa Francisco disse no número 72 da exortação apostólica Amoris Laetitia: “O sacramento do matrimônio não é uma convenção social, um rito vazio ou o mero sinal externo de um compromisso. O sacramento é um dom para a santificação e a salvação dos esposos”.

Antes do casamento

1. Participar de um retiro

Alejandra Guerra indicou que é fundamental que os noivos tenham encontro com Deus, porque sem Ele “é muito difícil perseverar em um matrimônio”.

Ela comentou que o seu trabalho de wedding planner oferece aos noivos a oportunidade de fazer um retiro cerca de seis meses antes do casamento e percebeu que, depois de vivê-lo, “o casal fica com mais vontade de buscar Deus”. Além disso, “têm uma formação mais sólida e podem tomar melhores decisões no dia do casamento”.

2. Escolher uma igreja com um significado especial

Para celebrar a Missa do casamento, María Pía Moreno sugeriu escolher uma paróquia ou uma igreja que tenha um significado especial para os noivos. Por exemplo, onde um deles realizou algum tipo de apostolado, recebeu os sacramentos ou se foi o lugar onde se conheceram.

Além disso, recomendou que “seria bom para o casal compartilhar este detalhe com as pessoas, para que deem mais importância ao sacramento”.

Leia também: Casamento meramente civil para católicos?

O alto custo dos casamentos está inibindo os casais católicos?

9 conselhos do Papa para preparar o casamento

Conheça 3 símbolos importantes do casamento

Matrimônio no Código de Direito Canônico

O verdadeiro sentido do casamento

A celebração do matrimônio

3. Pedir uma bênção no início do noivado

María Pía comentou que no Peru, seu país de origem, costumam celebrar com a família o dia que ambos se comprometem. No sábado à noite, por exemplo, seus familiares costumam se reunir na casa da noiva.

“Antes da celebração com a família, seria bom que todos participem da Missa”. Ela indicou que todos podem ir juntos no sábado à tarde a qualquer igreja e, no final da celebração, o casal pode se aproximar do sacerdote para pedir uma bênção especial para o início do noivado.

Alejandra Guerra sugeriu que, como parte de sua preparação para o casamento, o casal pode se consagrar à Virgem Maria. “Sabemos que há muitas crises matrimoniais. A melhor maneira de começar uma família é com a proteção da Virgem Maria. Ela nos pediu isso em muitas de suas aparições”, propôs.

A wedding planner equatoriana indicou que uma opção é se consagrar usando o método de São Luis Maria Grignon de Monfort.

4. Depois de escolher a data do casamento, comemorar esse dia todos os meses

A autora de ‘Velo de Vainilla’ recomendou que, depois de marcar a data do casamento, o casal pode celebrar esse dia durante os meses anteriores.

“Se, por exemplo, você vai se casar no dia 25 de outubro do próximo ano, você pode ir à Missa na igreja que escolheu todos os dias 25 e pensar que em poucos meses será o casamento”, disse ao Grupo ACI.

5. Revisar e meditar junto com o sacerdote as leituras da Missa

María Pía indicou que a igreja permite aos noivos escolherem as leituras bíblicas especiais para o matrimônio. Comentou que as mais utilizadas são a passagem do Evangelho sobre as Bodas de Caná e a Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios, o Hino da Caridade (1Cor 13,4-10).

“Muitos namorados apenas se limitam a escolher as leituras e muitas vezes não meditam profundamente no que elas significam. Por outro lado, quando você se senta a lê-las com o sacerdote que vai celebrar o casamento de vocês e as medita, vocês percebem a beleza e sabedoria destas palavras”, explicou.

Durante a Missa

Normalmente os familiares e amigos que estão afastados de Deus participam da Missa do casamento e esta é uma oportunidade para evangelizá-los e para que conheçam melhor a beleza deste sacramento.

6. Levar um terço junto com o buquê e rezá-lo

A autora de ‘Velo de Vanilla’ aconselhou a noiva a levar um terço junto com o tradicional buquê de flores. O terço que levará neste dia pode ser o mesmo que ela costuma rezar ou um que a sua mãe, sogra ou alguma pessoa especial lhe deu.

“Levá-lo dá forças, porque neste dia a noiva costuma ficar muito nervosa, mesmo que esteja preparada ou tenha a maturidade para dar este passo. O casamento é algo sonhado. Ver o terço dá tranquilidade. Devemos recordar que a Virgem também se casou”, indicou.

María Pía Moreno também disse que os noivos podem rezar o terço quando deixarem suas respectivas casas até chegar na igreja. “Ao rezá-lo, estarão mais focados e felizes porque estão respondendo a vocação ao matrimônio”, sublinhou.

7. Cobrir os esposos com um “terço gigante”

Um belo costume que se realiza em países como México e Equador é elaborar um terço muito maior do que comum e cobrir os esposos depois do rito do matrimônio durante a Missa.

“É como um ato de consagração à Virgem e este terço é abençoado e pode ser pendurado no quarto do casal, como uma lembrança do dia do casamento”, disse Alejandra Guerra ao Grupo ACI.

A wedding planner equatoriana acrescentou que os noivos podem conversar com o sacerdote que presidirá a Missa para escolher o momento certo para não interromper a liturgia.

8. Fazer um buquê e deixá-lo aos pés da Virgem Maria

“Por que não fazer um buquê para a Virgem Maria, para a nossa Mãe? As igrejas costumam ter uma imagem da Virgem perto do altar ou, se não tiverem, vocês podem pedir para trazer uma imagem neste dia”, comentou María Pia.

“Eu me casei na capela do meu colégio e não tinham uma imagem de Maria. Pedi para que trouxessem uma imagem de Nossa Senhora de Fátima e a pusessem em uma mesinha ao lado do altar. Quando a Missa terminou, eu e o meu esposo nos aproximamos com o buquê que foi feito para ela, deixamos aos seus pés e fizemos a nossa primeira oração como esposos”, manifestou.

9. Visitar o Santíssimo Sacramento pela primeira vez depois de casados

Alejandra Guerra indicou que a primeira coisa que o casal deveria fazer depois da Missa é visitar o Santíssimo Sacramento durante alguns minutos. “Que esta seja a primeira oração e encontro com Deus depois de casados. É um gesto maravilhoso”, assinalou.

Se a igreja não tiver o Santíssimo Sacramento exposto, os noivos podem coordenar com o sacerdote para que faça uma breve exposição do Santíssimo no final da Missa. Alejandra contou o testemunho de um casal que fez esse pedido “porque queriam que Jesus fosse o mais importante nesse dia. O sacerdote ficou feliz com este gesto”.

10. Colocar a imagem da Virgem Maria ou de um santo especial

Uma ideia muito boa pode ser colocar na entrada do local onde será a festa, uma imagem da Virgem Maria ou de um santo que os noivos tenham devoção.

“Alguns amigos que são muito devotos de Nossa Senhora de Lourdes colocaram uma imagem na entrada”, contou Alejandra Guerra. Por sua parte, María Pía sugeriu colocar uma imagem de Santo Antônio de Pádua, o padroeiro dos noivos.

11. Abençoar os alimentos

Alejandra comentou que em fevereiro deste ano ela foi a uma festa de casamento, depois da Missa, onde os esposos abençoaram os alimentos.

“Pode acontecer que nem todos os convidados compartilham a mesma fé dos noivos. Mas neste momento rezam um minuto, podem agradecer a Deus pelos alimentos”, assinalou.

12. Photobooth ou quadro com mensagens pedindo orações

Atualmente, é uma tendência nas festas ou nas reuniões que os convidados tirem fotos com um Photobooth (um quadro) com cores e frases específicas.

Alejandra indicou que na moldura podem colocar um pedido de oração. Por exemplo: “Publique esta foto com um pedido de oração pelo nosso casamento” ou “Rezem por nós”.

13. “Garrafa de conselhos” para que o matrimônio dure

Alejandra contou que uma amiga sua colocou no local da festa uma garrafa vazia e ao lado papéis em branco. Em cima deles estava escrito: “Dá-me um conselho para lê-lo no dia do meu aniversário”.

“Dar um conselho é como oferecer uma ajuda espiritual. Algumas pessoas escreveram para a minha amiga que o amor é importante, que se deve valorizar mais o coração da pessoa do que o físico ou sobre como enfrentar os conflitos”, sublinhou a wedding planner equatoriana.

14. Doar a comida que sobra aos pobres

Alejandra indicou que pode sobrar comida depois da festa e para não perdê-la, poderiam distribuí-la aos pobres. As famílias dos noivos podem ser responsáveis por esta obra de caridade.

Bônus para os pais dos noivos:

Escrever uma carta ao filho ou filha que vai se casar

María Pía comentou que, se um pai ou mãe está muito nervoso para dizer algumas palavras ao seu filho ou filha nesse dia, ou se por diferentes motivos não tiver tempo para isso, ele pode escrever uma carta.

“Você pode escrevê-la com antecedência e entregá-la no dia do casamento. Inclusive seria um lindo gesto colocar um santinho que tenha o mesmo nome do seu filho ou o santo do dia. Essa carta será uma lembrança bonita desta data especial”.

Fonte: https://www.acidigital.com/noticias/14-detalhes-para-celebrar-o-casamento-de-modo-catolico-21278

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.