12/1 – São Bento Biscop

Não existem palavras mais eficazes para louvar são Bento Biscop do que as usadas por são Beda, o Venerável, na Vida dos cinco santos abades: “Bento foi santo por graça e pelo nome”. O venerável Beda foi seu discípulo desde os sete anos, idade em que lhe foi entregue pelos pais. Com a idade de 25 anos renunciou aos favores do rei Oswiu e se colocou ao serviço do verdadeiro rei, Jesus Cristo. Abandonou tudo: casa, parentes e pátria por Cristo e pelo Evangelho para receber o cêntuplo e possuir a vida eterna. No ano de 653, após ter feito sua escolha, fez a primeira das seis viagens a Roma. Era uma fã incondicional dos santos apóstolos Pedro e Paulo e dos papas. Suas viagens tinham a finalidade da devoção e também o aprendizado de exemplos e instituições monásticas.

Sobre o leito de morte podia dizer com razão: “Meu filhos, não considerem invenção minha a constituição que lhes dei. Depois que visitei dezessete mosteiros, cujas regras e usos me esforcei por conhecer e selecionar as que me parecem melhores, dou-lhes o resultado desse trabalho.” Em Lerins, no percurso da segunda viagem a Roma (ano 665), permaneceu cerca de dois anos. E não procurava só encontrar modelos de vida como também numerosos livros, documentos iconográficos, relíquias dos santos, paramentos e outros objetos que favorecessem um culto em perfeita sintonia com a Igreja de Roma. Uma vez chegou a suplicar ao papa Agatão que enviasse o cantor da basílica de são Pedro, o abade João, para que a liturgia e o canto romano fossem assimilados por seus monges reunidos nos dois mosteiros de são Pedro e de são Paulo. Quando voltou da sexta viagem a Roma ficou surpreso com uma epidemia que destruíra grande parte de sua obra. Morreu no dia 12 de janeiro de 690, aos 62 anos de idade.

Outros Santos do mesmo dia: Santo Arcádio, Santo Tigrio e Eutrópio, Santa Cesária, Santo Vitoriano, Santo Martinho de Santa Cruz, Santo Elredo, Santa Margarida Bourgeoys, Beato Antonio Fournier, Beato Pedro Francisco Jamet.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.