117 000 centros da Igreja Católica servem doentes de AIDS em todo o mundo

Roma, 27 Mai. 11 / 11:58 am (ACI/EWTN Noticias) O Presidente do Pontifício Conselho para a Pastoral da Saúde, Arcebispo Zygmunt Zimowski, assinalou que a Igreja Católica serve os doentes de AIDS, com todo tipo de assistência, em 117 000 centros estendidos em todo mundo.

Assim o assinalou o Prelado em entrevista concedida ao jornal vaticano L’Osservatore Romano em vésperas do início do Congresso “A centralidade da atenção da pessoa na prevenção o tratamento da AIDS-HIV” que será realizado na capital italiana entre os dias 27 e 28 de maio.

Este evento, que organiza a fundação O Bom Samaritano, instituída pelo Beato João Paulo II no ano 2004 e que foi confiada ao Pontifício Conselho para a Pastoral da Saúde, busca também responder às perguntas de “muitos bispos que se dirigem ao nosso dicastério para ter uma ajuda constante, com ajuda material mas sobre tudo com informação sobre o último da ciência na luta contra esta doença”.

Entre os objetivos deste congresso estão a melhora da atenção pastoral e sanitária aos doentes de AIDS, a solicitude da solidariedade dos países ricos para os mais pobres “já que ainda existem muitas pessoas que morrem sem ter acesso às terapias que necessitam, em particular aos anti retrovirais ” que se usam para esta afecção e que permitiram diversos avanços neste campo.

Depois de recordar que nos últimos 30 anos, mais de 60 milhões de pessoas adquiriram o HIV, a maioria das quais está na África, o Arcebispo destaca o testemunho de “numerosos trabalhadores da área da saúde e voluntários que, assistindo valorosamente aos doentes quando a enfermidade ainda não era bem conhecida ou encontrando-se privados de uma suficiente cobertura sanitária, contraíram eles mesmos a infecção”.

O Prelado ressaltou também o grande trabalho realizado pela Beata Teresa de Calcutá e o falecido Cardeal John Joseph O’Connor “que promoveu numerosos centros de assistência para doentes de AIDS” e “muitas iniciativas de cuidado e assistência nos Estados Unidos e em outros países pobres”.

Dom Zimowski explicou que entre os participantes do congresso que se inicia esta sexta-feira estão o Secretário de estado Vaticano, Cardeal Tarcisio Bertone, o delegado europeu responsável pela saúde e a política dos consumidores, John Dalli; o Diretor executivo do UNAIDS, Michel Sidibé.

Arcebispo Zygmunt Zimowski

 

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.