10/4 – Madalena de Canossa

SMaddalena CanossaNeste dia, lembramos a santidade de vida de Madalena de Canossa, um “anjo de caridade”, como definiu Napoleão Bonaparte. Madalena nasceu em Vêneto, Itália, em 1774; onde começou a vida com conturbações, já que perdeu o pai e o cuidado da mãe muito cedo. Empenhada na caridade para com todos, preferencialmente aos pobres, Madalena, embora linda exteriormente, soube colocar toda sua beleza interior a serviço da glória de Deus, mesmo sem se acertar no Carmelo. Ao voltar para casa, com empenho transformou o lar numa verdadeira Igreja Doméstica; agora, isto sem negar as necessidades do povo que sofria com as convulsões políticas e sociais da época. No tempo forte da guerra, Santa Madalena ajudou muito em sua região, assim como socorreu os pobres, desabrigados, órfãos e feridos de guerra de Veneza, local onde se refugiou. Madalena entrou no Céu em 1835, mas deixou plantada na Igreja a congregação das Filhas da Caridade, que na Itália e em toda parte continuam a obra de abraçar com ideal cristão as misérias humanas.

Santa Madalena de Canossa, rogai por nós!

Outros Santos do mesmo dia: Santo Babemo, Santos Mártires trucidados sob dinamarqueses, São Macário de Gand, São Fulberto de Chartres, São Patermo de Abdinghof, Beato Antonio Neyrot, Beato Marcos Fantucci, São Miguel dos Santos e Beato Bonifácio Zukowski.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.