10 Sábias lições de Santo Agostinho

santo_agostinho1. Procura que tua infância seja inocente, tua meninice respeitosa, tua adolescência paciente, tua juventude virtuosa, tua maturidade carregada de méritos e tua velhice sábia.

2. Se és ouro, a tribulação te purifica de tua escória. Se és palha, a tribulação te reduz a cinzas.

3. Não há lugar nesta mesa para quem gosta de criticar os outros. (Inscrição no refeitório de Santo Agostinho).

4. A perversidade dos homens é tal que às vezes o mal se converte em norma de moralidade pública. Com isso, os mais fracos sentem vergonha de ser bons.

Leia também: Como Santo Agostinho rezou?

Procuremos alcançar a sabedoria eterna

12 Pensamentos de Santo Agostinho sobre o Amor a Deus

Dez ensinamentos de Santo Agostinho sobre a Confissão

Dez ensinamentos de Santo Agostinho sobre o Demônio

5. Deus precisou de apenas uma palavra para criar-nos, mas de seu sangue para redimir-nos. Se às vezes te sentes frustrado por tuas misérias, recorda quanto custaste.

6. É melhor andar mancando pelo caminho que correr fora dele.

7. Quando um marido presenteia a esposa com um anel, deseja que ela o ame no anel. Se a esposa ama o anel sem referência ao marido, seu amor torna-se adúltero. Assim também, quando Deus nos dá as coisas deste mundo quer que o amemos nelas. Mas se as amamos, se amamos o mundo sem referência a Deus, nosso amor se torna um amor adúltero.

Assista também: Um fato interessante na vida de Santo Agostinho

8. As boas obras não se definem pela quantidade, mas pela qualidade. Não por seu peso, mas por sua delicadeza. Não por si mesmas, mas por suas motivações.naescoladossantos

9. Ser cristão não é conquistar Cristo, mas deixar-se conquistar por Ele. Deixa que Ele conquiste em ti, que Ele conquiste para ti, que Ele te conquiste.

10. Quem são os verdadeiros pobres de espíritos? Os que, quando fazem alguma boa obra, dão graças a Deus e, quando agem mal, assumem a responsabilidade.

Compartilhe!

    Sobre Prof. Felipe Aquino

    O Prof. Felipe Aquino é doutor em Engenharia Mecânica pela UNESP e mestre na mesma área pela UNIFEI. Foi diretor geral da FAENQUIL (atual EEL-USP) durante 20 anos e atualmente é Professor de História da Igreja do “Instituto de Teologia Bento XVI” da Diocese de Lorena e da Canção Nova. Cavaleiro da Ordem de São Gregório Magno, título concedido pelo Papa Bento XVI, em 06/02/2012. Foi casado durante 40 anos e é pai de cinco filhos. Na TV Canção Nova, apresenta o programa “Escola da Fé” e “Pergunte e Responderemos”, na Rádio apresenta o programa “No Coração da Igreja”. Nos finais de semana prega encontros de aprofundamento em todo o Brasil e no exterior. Escreveu 73 livros de formação católica pelas editoras Cléofas, Loyola e Canção Nova.
    Adicionar a favoritos link permanente.